search
top

“Deixem o joio e o trigo crescerem juntos”

Instruções para a oração:
  - Procure fazer silêncio interior e exterior e leia calmamente a passagem (mais de uma vez se for preciso).
  - Pergunte ao Senhor, o que Ele quer lhe dizer através deste texto.
  - Tente perceber qual é o trecho que chama mais sua atenção, que lhe toca mais e detenha-se nele para descobrir o chamado que Deus lhe faz.
  - As perguntas são para colaborar para que a oração seja diálogo com Jesus. Use-as, se achar que podem realmente lhe ajudar.
  - Agradeça a Deus por tudo o que tem lhe dado e peça forças para ser fiel ao que hoje Ele lhe falou ao coração.

Leitura: Mateus 13, 24-30

Jesus contou outra parábola. Ele disse ao povo:

— O Reino do Céu é como um homem que semeou sementes boas nas suas terras. Certa noite, quando todos estavam dormindo, veio um inimigo, semeou no meio do trigo uma erva ruim, chamada joio, e depois foi embora. Quando as plantas cresceram, e se formaram as espigas, o joio apareceu. Aí os empregados do dono das terras chegaram e disseram: “Patrão, o senhor semeou sementes boas nas suas terras. De onde será que veio este joio?”

— “Foi algum inimigo que fez isso!”, respondeu ele.

— E eles perguntaram: “O senhor quer que a gente arranque o joio?”

— “Não”, respondeu ele, “porque, quando vocês forem tirar o joio, poderão arrancar também o trigo. Deixem o trigo e o joio crescerem juntos até o tempo da colheita. Então eu direi aos trabalhadores que vão fazer a colheita: ‘Arranquem primeiro o joio e amarrem em feixes para ser queimado. Depois colham o trigo e ponham no meu depósito.’ ”

Oração:

No caminho de construção do Reino dentro de nós, quantas vezes não pensamos: “Até quando vai haver esse defeito? Até quando essa imperfeição?” Aí, quando pensamos ter superado uma dificuldade, novamente ela lá, como um matinho que já arrancamos e teima em brotar novamente. Pergunto a Deus: “Até quando o mesmo erro? Até quando os mesmos tropeços?” E fico querendo saber o que Ele fará com isso: “Até quando você terá paciência, Deus? Esse deslize já foi demais, não é?”

Hoje, o Pai me fala pelo Filho: “Esperarei até o fim. Não há problema que haja joio se ainda houver trigo. Faça crescer o trigo e eu direi, ao final, o que é joio e o que é trigo. Não se preocupe em garantir que o joio morra, senão pode ser que o trigo fique sem água e morra também. E eu quero que o trigo brote e cresça. Eu o plantei e quero colhê-lo. Importa-me o trigo. Dê-me o trigo”.

Na oração, agradeço a Jesus a parábola. Como é preciso, para ter paciência comigo mesmo e com os outros, ter presente essa ideia de que não se deve arrancar o joio a cada instante! Perceber que a falta de paciência com minhas falhas e com as dos outros é minha e não d’Ele começa a trazer serenidade… Notar que tantas virtudes e tantos vícios caminham juntos faz-me ter cautela e pedir o discernimento para combater os exageros e os extremos sem perder os pontos de equilíbrio. É difícil, mas o Reino é tão bonito que compensa ter paciência! Como é bonito acompanhar as virtudes que crescem em mim e nos meus amigos! Depois de tanta labuta e espera, ver que o trigo aparece e vai nutrir outras vidas!

Jesus, lance em nós a semente da paciência, que nos ajuda a olhar com misericórdia para o joio que cresce no meio do trigo que você cultiva em nós!

João Gustavo H. M. Fonseca, Família Verbum Dei de Belo Horizonte

6 Responses to ““Deixem o joio e o trigo crescerem juntos””

  1. MARIA DE LURDES ANSELMO disse:

    Essa parábola é de fácil compreensão e nos traz uma linda mensagem, paciência, o joio está ao nosso lado, às vezes nós somos os joio, Deus quer uma boa colheita, crescendo juntos não se perde o trigo, no final se separa e se queima o joio, mas não se perde o trigo.

  2. Alcelr Porto disse:

    Tendo refletido vários comentários e gostaria de continuar recebendo em meu e nail

    • lectiodivina disse:

      Obrigada, Alceir!
      O site não apresenta este recurso.
      No entanto, sugiro que vc o adicione aos seus favoritos, assim facilitará o seu acesso.
      Um abraço, fraterno,
      Tania

  3. Waldomiro M.Gonçalves Neto disse:

    Em nossa caminhada muitas vezes nos deparamos com pessoas que querem nos desviar, este é o joio da parábola.
    Temos que ter o discernimento para caminhar juntos e não seguir os seus conselhos. Isto que a palavra me dizer.

  4. Marta Pinke disse:

    A paz do Senhor Jesus estejam com vocês. Refletindo a parábola de Jesus, eu me coloco como joio e trigo. Pelo nossos pais Adão e Eva entrou o pecado, e por Jesus entrou a Salvação. Tenho a escolha livre de escolher o que vou regar, se é o joio ou trigo, pois eles crescerao e no final irei colher o que mais reguei. Deus como nosso Pai nos dá o livre arbítrio, Ele já nos deu seu filho para que creamos Nele e seguimos os seus passos. Só depende de nós fazermos escolhas certas e saber discernir o ruim/Bom,certo/errado, mas não pelos nossos méritos, mas tudo com as graças de Deus.Deus abençoe a todos.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

top