search
top

Ensina-nos a orar

Instruções para a oração:
  - Procure fazer silêncio interior e exterior e leia calmamente a passagem (mais de uma vez se for preciso).
  - Pergunte ao Senhor, o que Ele quer lhe dizer através deste texto.
  - Tente perceber qual é o trecho que chama mais sua atenção, que lhe toca mais e detenha-se nele para descobrir o chamado que Deus lhe faz.
  - As perguntas são para colaborar para que a oração seja diálogo com Jesus. Use-as, se achar que podem realmente lhe ajudar.
  - Agradeça a Deus por tudo o que tem lhe dado e peça forças para ser fiel ao que hoje Ele lhe falou ao coração.

Evangelho: Lucas 11,1-4

 

“Um dia Jesus estava orando num certo lugar. Quando acabou de orar, um dos seus discípulos pediu:

— Senhor, nos ensine a orar, como João ensinou os discípulos dele.

Jesus respondeu:

— Quando vocês orarem, digam:

‘Pai, que todos reconheçam

que o teu nome é santo.

Venha o teu Reino.

Dá-nos cada dia o alimento

que precisamos.

Perdoa os nossos pecados,

pois nós também perdoamos

todos os que nos ofendem.

E não deixes que sejamos tentados.’”

 

Reflexão:

Na oração de hoje, vamos pedir a Jesus a mesma graça que os discípulos pedem: “Senhor, ensine-nos a orar”.

Podemos fazer uma contemplação, colocando-nos na cena. Com quem me identifico? Com Jesus e sua forma de orar ao Pai? Com os discípulos que o observam e querem aprender com Ele? Tenho desejo desta oração de intimidade com o Pai?

Ver a cena: onde Jesus está? Quais são seus gestos? Qual é a sua feição enquanto ora? Ele diz algo? O que diz? Que sentimentos me provoca observá-lo?

Colocar-me na cena. Se sou um dos discípulos, onde estou? Como fico observando Jesus? Como me aproximo depois para pedir-lhe que ensine a orar?

Qual é o tom de voz e que emoção carrega este pedido?

Ouvir o que Jesus ensina e mastigar cada palavra do Pai nosso.

Pai – que relação esta palavra contém? Como era a relação de Jesus com o Abbá, Paizinho? Qual a minha relação com Deus e a que esta palavra me provoca?

Que todos reconheçam… O que é santificar o nome de Deus na minha vida?

Venha o teu Reino. Jesus viveu para o Reino de Deus e o Deus do Reino. Toda a sua vida anunciou e apontou para o Reinado de Deus. O que a vida de Jesus me ensina e provoca neste pedido pelo Reino? Dialogar com Ele.

A segunda parte do Pai nosso é toda relacionada à relação com os irmãos. Mesmo no pedido do pão, ele está no plural. Pão, perdão e paz.

Ensina-nos, Senhor, a orar, e que a oração nos leve a viver como filhos e filhas de Deus e irmãos de todos.

 

Tania Pulier, esteticista da alma, membro da CVX Cardoner e da Família Missionária Verbum Dei

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

top