search
top

João 20,2-8

Instruções para a oração:
  - Procure fazer silêncio interior e exterior e leia calmamente a passagem (mais de uma vez se for preciso).
  - Pergunte ao Senhor, o que Ele quer lhe dizer através deste texto.
  - Tente perceber qual é o trecho que chama mais sua atenção, que lhe toca mais e detenha-se nele para descobrir o chamado que Deus lhe faz.
  - As perguntas são para colaborar para que a oração seja diálogo com Jesus. Use-as, se achar que podem realmente lhe ajudar.
  - Agradeça a Deus por tudo o que tem lhe dado e peça forças para ser fiel ao que hoje Ele lhe falou ao coração.

Leitura: João 20,2-8

Então foi correndo até o lugar onde estavam Simão Pedro e outro discípulo, aquele que Jesus amava, e disse:

— Tiraram o Senhor Jesus do túmulo, e não sabemos onde o puseram!

Então Pedro e o outro discípulo foram até o túmulo. Os dois saíram correndo juntos, mas o outro correu mais depressa do que Pedro e chegou primeiro. Ele se abaixou para olhar lá dentro e viu os lençóis de linho; porém não entrou no túmulo. Mas Pedro, que chegou logo depois, entrou. Ele também viu os lençóis colocados ali e a faixa que tinham posto em volta da cabeça de Jesus. A faixa não estava junto com os lençóis, mas estava enrolada ali ao lado. Aí o outro discípulo, que havia chegado primeiro, também entrou no túmulo. Ele viu e creu.

Oração

O discípulo amado viu e acreditou. Diante do túmulo vazio, não se preocupou em achar outras explicações para o sumiço do corpo. O túmulo vazio prontamente deu sentido a tudo o que Jesus tinha ensinado.

Ele viu e creu, assim como mais tarde também Tomé iria ver e crer (João 20,24-31). Contudo, há uma grande diferença entre o ver-crer do discípulo amado para o ver-crer de Tomé. Tomé vê quando Jesus o visita, revelando as feridas da crucificação; somente assim pôde crer. O discípulo amado não vê nada; ou melhor, vê a ausência, pois não há mais nada de Jesus no túmulo. Ele vê exatamente que não há nada para ser visto, e crê porque é justamente a inexistência do morto que dá completude à missão de Jesus.

Se Jesus disse que são felizes aqueles que creem ser terem visto, podemos acrescentar mais um belo adjetivo ao discípulo que Jesus amava. Aquele que imediatamente acreditou, diante do túmulo vazio, é o discípulo amado e feliz. Viu, mas não viu, e isso foi suficiente.

Marcelo H. Camargos – Família Missionária Verbum Dei de Belo Horizonte/MG

One Response to “João 20,2-8”

  1. Helena disse:

    Foi maravilhoso este ano com você espero que continue abraços
    No

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

top