search
top

Marcos 1,40-45

Instruções para a oração:
  - Procure fazer silêncio interior e exterior e leia calmamente a passagem (mais de uma vez se for preciso).
  - Pergunte ao Senhor, o que Ele quer lhe dizer através deste texto.
  - Tente perceber qual é o trecho que chama mais sua atenção, que lhe toca mais e detenha-se nele para descobrir o chamado que Deus lhe faz.
  - As perguntas são para colaborar para que a oração seja diálogo com Jesus. Use-as, se achar que podem realmente lhe ajudar.
  - Agradeça a Deus por tudo o que tem lhe dado e peça forças para ser fiel ao que hoje Ele lhe falou ao coração.

LEITURA: Marcos 1,40-45

Um leproso chegou perto de Jesus, ajoelhou-se e disse:

— Senhor, eu sei que o senhor pode me curar se quiser.

Jesus ficou com muita pena dele, tocou nele e disse:

— Sim! Eu quero. Você está curado.

No mesmo instante a lepra desapareceu, e ele ficou curado. E Jesus ordenou duramente:

— Olhe! Não conte isso para ninguém, mas vá pedir ao sacerdote que examine você. Depois, a fim de provar para todos que você está curado, vá oferecer o sacrifício que Moisés ordenou.

Então Jesus o mandou embora. Mas o homem começou a falar muito e espalhou a notícia. Por isso Jesus não podia mais entrar abertamente em qualquer cidade, mas ficava fora, em lugares desertos. E gente de toda parte vinha procurá-lo.

ORAÇÃO

Jesus ficou com muita pena do leproso que, ajoelhado a seus pés, pedia a cura. Outras traduções desse texto diriam que Jesus teve compaixão do doente, e decidiu curá-lo. A palavra compaixão tem origem no latim, e significa “entender a dor de outra pessoa” ou “é o ato de partilhar o sofrimento de outra pessoa”. Saber dessa origem etimológica da palavra compaixão aprofunda e sensibiliza nosso olhar sobre Jesus. O Filho de Deus é aquele capaz de entender a dor do homem e é aquele disposto a partilhar nosso sofrimento.

Mas Jesus não apenas entende a dor e partilha o sofrimento. A compaixão gera vontade em Jesus (“Sim! Eu quero!) e propicia cura (“Você está curado”). Há nessa cena, portanto, uma manifestação da humanidade e da divindade de Jesus. Ele sente a dor como homem e cura como Deus.

E a cura oferecida por Jesus não apenas desinfecciona o corpo do leproso, livrando-o dos bacilos de Hansen, causadores da hanseníase, a lepra. Ao tocar o doente, Jesus combate sua marginalização e exclusão. Tocou o impuro, e ao tocar o impuro não se tornou impuro como ele, mas deu pureza ao impuro, reintegrando-o à sociedade. Da mesma forma Jesus age com o pecador. Ele alcança o pecador, e o seu toque clareia até a alma mais infeccionada pelo pecado, reintegrando-a ao reino de Deus.

Que Jesus tenha compaixão de nós.

Marcelo H. Camargos – Família Missionária Verbum Dei de BH/MG

2 Responses to “Marcos 1,40-45”

  1. .Maria Raimunda Da Silva disse:

    Gosto muito, pois me ajuda a entender melhor a palavra de Deus.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

top