search
top

Sou eu. Não temais. (Jo 6, 16-21)

Instruções para a oração:
  - Procure fazer silêncio interior e exterior e leia calmamente a passagem (mais de uma vez se for preciso).
  - Pergunte ao Senhor, o que Ele quer lhe dizer através deste texto.
  - Tente perceber qual é o trecho que chama mais sua atenção, que lhe toca mais e detenha-se nele para descobrir o chamado que Deus lhe faz.
  - As perguntas são para colaborar para que a oração seja diálogo com Jesus. Use-as, se achar que podem realmente lhe ajudar.
  - Agradeça a Deus por tudo o que tem lhe dado e peça forças para ser fiel ao que hoje Ele lhe falou ao coração.

Ao descambar o dia, os seus discípulos desceram para o mar. E, tomando um barco, passaram para o outro lado, rumo a Cafarnaum. Já se fazia escuro, e Jesus ainda não viera ter com eles. E o mar começava a empolar-se, agitado por vento rijo que soprava. Tendo navegado uns vinte e cinco a trinta estádios, eis que viram Jesus andando por sobre o mar, aproximando-se do barco; e ficaram possuídos de temor. Mas Jesus lhes disse: Sou eu. Não temais! Então, eles, de bom grado, o receberam, e logo o barco chegou ao seu destino.

os pés de Jesus

Oração:

Querida Trindade obrigado por esse momento de oração, dialogo e intimidade convosco. Quero vive-lo da melhor maneira possível, com o coração sereno, aberto e atento a sua voz. Por isso peço vosso Espirito que me guie, que me ilumine. Coloco-me em vossas mãos.

Quem é esse que caminha sobre o mar e acalma a tempestade? Sou eu!

“Estava escuro e Jesus ainda não viera encontra-los.” Essa frase me chama atenção! Os discípulos Estavam no mar, lugar inseguro e imprevisível e reforçando esse ideia ainda estava escuro. Penso que assim também é nossa vida. Constantemente passamos momentos que parecemos estar no mar e a noite… Nos vemos em situações em que nos sentimos perdidos, desorientados e isso nos gera insegurança e medo. Nossa pouca fé nos faz acreditar que Jesus ainda não veio nos encontrar, não está aí também presente nesses momentos… Tenho sentido solidão nos momentos em que estou no mar e ou na noite (momentos de dificuldades, inseguranças, provações …)? Sinto que Jesus ainda não veio me encontrar?

Em nosso caminhada vida pessoal de seguimento e na missão vamos nos deparar muitas vezes com situações de mar e escuridão. É preciso que tenhamos fé, que saibamos que Jesus está sempre presente, mesmo quando não conseguimos, por muitos motivos reconhecer sua presença. Mas é preciso ter claro que quando tudo que vejo são os problemas que aparecem ou as dificuldades da missão, não é fácil ver a Jesus. Não é fácil escuta-lo! É preciso que saibamos levantar a cabeça e olhar para Ele que está sempre a nossa frente. Ele que é capaz de andar sobre as águas da nossa vida que estão agitadas e acalmar a tempestade que nos atormenta…

“Sou eu. Não Temais!” Eu sou evoca o nome divino que reside em Jesus. É em virtude desse nome que Jesus é capaz de vencer os poderes do mal simbolizados pela tempestade do mar. Peçamos a luz do Espirito para que sejamos sempre capazes de manter nossos olhos fixos n’Ele e um coração confiante, seja em qual situação for. Que possamos ter nele a força e a coragem necessária para seguir nossa missão sabendo que Ele caminha conosco, mesmo na tormenta, mesmo na escuridão.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

top